Mensagem do Rabino Joseph Saltoun para o Dia das Mães 

A leitura do Shemá é um mandamento positivo da Torá que deve ser cumprido duas vezes ao dia: pela manhã na prece de Shacharit e após o anoitecer na prece de Arvit.

Uma vez que o Shemá da manhã deve ser lido no primeiro quarto do dia, é aconselhável lê-lo logo após as Bênçãos Matinais, antes da prece de Shacharit para não atrasar este horário (e durante a prece de Shacharit, o Shemá será lido novamente na seqüência normal da prece).

O Shemá é composto de três trechos da Tor á (Deut. 6:4-9; 11:13-21; e Núm. 15:37-41) que devem ser lidos cuidado-samente e sem interrupção, seja por palavras, seja por gestos. Os homens costumam beijar os tsitsit (na leitura do Shemá de dia) cada vez que mencionam esta palavra no meio do terceiro parágrafo do Shemá e também na última palavra ("emet").

Ana Bekoach é uma das mais antigas e a mais poderosa oração cabalística. Ela nos ajuda a conectar com a fonte divina que vem da Luz do Criador.

O Ana bekoach é formado por 7 versos de 6 palavras cada um, cada verso representa um dia da semana, começando pelo Domingo. A partir das letras iniciais de cada uma das 6 palavras de cada verso, temos 42 letras que formam o nome de Deus de 42 letras.

Estas letras formam um padrão visual muito poderoso, e a meditação em cada sequência dos versos libera uma poderosa força que podemos usar para transformar nossas vidas e o nosso mundo. O número 7 representa; as 7 Sephirot, 7 versos do Ana Bekoach, e 7 dias da semana representando o Nome de D-us de 42 letras.

Avinu Malkeinu - hebraico: אָבִינוּ מַלְכֵּנוּ ; "Nosso Pai, Nosso Rei", é uma oração judia recitada durante os serviços de Rosh Hashaná e Yom Kipur, bem como nos Dez Dias de Arrependimento de Rosh Hashanah até Yom Kippur. Na tradição Ashkenazi, é recitado em todos os dias de jejum; na tradição Sefardita, é recitado nos Dez Dias de Arrependimento e nos dias de jejum de Yom Kippur e do Jejum de Gedalias. Aconteceu certa vez durante um período de seca que Rabi Eliezer ficou de pé perante a congregação e recitou vinte e quatro preces por chuva, sem sucesso. Nenhuma chuva caiu. Então o Rabi Akiva postou-se perante a congregação e disse Avinu Malkeinu e sua prece foi imediatamente atendida. Quando os Sábios viram que Avinu Malkeinu de Rabi Akiva era uma prece realmente eficaz, adicionaram-lhe mais pedidos, e instituíram a prece completa como parte do serviço pelos Dias de Arrependimento.

Tradução:

Nosso Pai e nosso Rei: escute nossa voz.
Nosso Pai e nosso Rei: pecamos diante de Ti.
Nosso Pai e nosso Rei:: tenha piedade de nós, de nosso bebês e de nossas crianças.
Nosso Pai e nosso Rei: afasta a peste, a espada e a fome.
Nosso Pai e nosso Rei: afasta de nós todo opressor e adversário.
Nosso Pai e nosso Rei: inscreve-nos no Livro da vida boa.
Nosso Pai e nosso Rei: um novo para nós, um novo bom ano novo para nós.
Escute nossa voz, escute nossa voz, escute nossa voz.
Nosso Pai e nosso Rei: um novo bom ano novo para nós.
Nosso Pai e nosso Rei: escute nossa voz, escute nossa voz, escute nossa voz, escute nossa voz.

Mensagem do Rabino Joseph Saltoun para 2019

Entrevista com o Rabino Joseph Saltoun 

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2019 por CabalaNews. Orgulhosamente criado com Wix.com